Página principal
 
Ministério de Educação Cristã
 
ESCOLA BBLICA DOMINICAL
Espao destinado s Classes da EBD, com atividades, estudos bblicos e a opinio do professor
 
 Classe de Casais I  -  Professor Edzard Barbosa Gomes

Professor Edzar Barbosa Gomes Adultos - Classe Casais I

 Comentrio do Professor

 



O SERMO DO MONTE

03/13: Cristo, a Lei e o dio Mateus 5.17-26

"... de modo nenhum entrareis no Reino dos Cus." (Mt.5.20)

 

Ol Amado(a).

 

            Vamos iniciar este nosso Comentrio a partir do texto selecionado acima, como escrito, lembrando, entretanto, que o Messias veio ao Mundo em tempos da Lei e, inicialmente, pregou e se anunciou aos que estavam debaixo da Lei. Neste discurso, o Sermo do Monte, Jesus reinterpreta os ensinos dos mestres judeus, principalmente dos escribas e fariseus, demonstrando todo real significado das exigncias da Lei Mosaica. Diante de DEUS, o Filho de DEUS no est sendo avaliado pelos requisitos da Lei dada atravs de Moiss, mas pela Obra que ele est a executar em plena Obedincia ao Pai. O escritor aos Hebreus vai afirmar que "Ainda que era Filho, aprendeu a obedincia por aquilo que padeceu" (Hb 5.8). Vejamos o texto:

No cuideis que vim destruir a Lei ou os Profetas: no vim abrogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, at que o Cu e a Terra passem nem um jota ou um til jamais passar, da Lei, sem que tudo seja cumprido. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, ser chamado o menor no Reino dos Cus; aquele, porm, que os cumprir e ensinar ser chamado grande no reino dos cus. Porque vos digo que, se a vossa justia no exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no Reino dos Cus.

            Muito ensino equivocado se tem extrado dessas Palavras do Cristo, pela pobreza de nossa lngua e at por desleixo dos tradutores. Tem-se ensinado que o texto afirma haver Jesus cumprido a Lei por no ter pecado, ou, por no haver cometido atos comportamentais no conformes com a Lei. Total engano. A palavra grega traduzida por cumprir tem o significado de encher ou completar, o que nos traz o entendimento de que o Messias veio encerrar o que a Lei iniciou. Entendamos que a Lei, como Constituio dada por DEUS a Seu Povo, tinha por objetivo a perfeio dos relacionamentos, a funo de tornar o homem justo diante de DEUS. Neste sentido, a Lei foi ineficiente e no cumpriu a sua funo, ou seu objetivo, pela dureza dos coraes sujeitos ao Mal herdado do Maligno. O Messias, como predito, vem exatamente ser o complemento para esta justificao do homem diante do seu DEUS. Desta forma Cristo cumpre o objetivo da Lei, justificando o homem diante do PAI, o que  evidente que pela lei ningum ser justificado diante de DEUS (Gl 3.11).

            Muito das Promessas do passado ainda no se cumpriu, ou, ainda no ocorreu e, assim, at que a Promessa de Novo Cu e Nova Terra (at que o cu e a terra passem) ocorra, todo princpio norteado pela Lei Mosaica continua vlido, ou seja, do homem ser exigido observar suas exigncias (cumprir e ensinar). Claro que este o ensino do Mestre em tempos da Lei, pois, a partir do Calvrio, TUDO SE FEZ NOVO.

            Os estudiosos numeram a Lei, no apenas a partir de seus 10 tpicos principais, conhecidos por 10 Mandamentos, mas a partir da explanao contida no detalhamento de cada tpico, numerando-as em exatas 613 leis, afirmando serem 248 leis positivas e 365 negativas. Notem que o no faais, correspondem a exatos 365 dias do ano, o que pode nos servir de alerta! Exigir que Jesus houvesse obedecido a Lei em cada um de seus tpicos seria enumerar cada situao correspondente vivida pelo Mestre, o que no o caso. Importante lembrar que, pela Lei, dito: Maldito aquele que no cumprir as Palavras desta Lei (Dt 27.26), enquanto a Maldio que Jesus suportou est sentenciada em outro desgnio, como dito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro (Gl 3.13 com Dt 21.23). Para o homem comum, resta a escolha: Sujeitar-se Lei ou a Cristo!

            O ensino do Mestre continua: Ouvistes que foi dito aos antigos: No matars; mas qualquer que matar ser ru de juzo. Eu, porm, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmo, ser ru de juzo; e qualquer que disser a seu irmo: Raca(tolo), ser ru do Sindrio; e qualquer que lhe disser: Louco, ser ru da Geena(local do fogo destruidor de detritos). Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e a te lembrares de que teu irmo tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmo e, depois, vem e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversrio, enquanto ests no caminho com ele, para que no acontea que o adversrio te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na priso. Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairs dali enquanto no pagares o ltimo ceitil(menor parte da moeda).

O ensino aponta para a vigilncia do homem diante das exigncias da Lei. Nossas aes impensadas podem nos levar a atitudes extremas. Jamais mataremos se nunca alimentarmos o dio. A reconciliao a forma de se evitar que o Mal prospere nas relaes. Vlido, portanto, tambm para todo crente.

Louvemos YAHU,  O DEUS Criador pois em Cristo somos livres da Maldio da Lei. Halelu YAH!

Em Cristo,

Zaz (Halelu YAH! Significa louvemos YAH onde YAH uma forma abreviada e respeitosa para o Nome de DEUS YAHU).

 


Lições do trimestre atual
(Clique no ttulo da lio para fazer download do arquivo desejado. Os comentrios das lies da EBD aqui publicados foram elaboradas pelo Professor Edzard Gomes, da Classe de Casais I da EBD - Igreja Batista da Capunga)

2017 - 3 TRIMESTRE: O SERMO DO MONTE

2017-07-02 01 - O carter do cristo
2017-07-09 02 - A diferena que o cristo faz
2017-07-16 03 - Cristo, a Lei e o dio

Lições dos trimestres anteriores

2014 - 1 TRIMESTRE: "XODO"
2014 - 2 TRIMESTRE: "MARCOS"
2014 - 3 TRIMESTRE: "ESPIRITO SANTO: MISSO E AO"

2014 - 4 TRIMESTRE: "EPISTOLAS PAULINAS"
2015 - 1 TRIMESTRE: "O PENTATEUCO"

2015 - 2 TRIMESTRE: "O EVANGELHO DE LUCAS"

2015 - 3 TRIMESTRE: "DOUTRINAS B͍BLICAS"
2015 - 4 TRIMESTRE: "RESTAURAO E ESPERANA"
2016 - 1 TRIMESTRE: "JOSU, JUIZES E RUTE"
2016 - 2 TRIMESTRE: "O EVANGELHO DE JOO"
2016 - 3 TRIMESTRE: "A IGREJA DE JESUS CRISTO"
2016 - 4 TRIMESTRE: "A CARTA AOS HEBREUS"
2017 - 1 TRIMESTRE: "O MESSIAS ANUNCIADO"

2017 - 2 TRIMESTRE: "O CRISTIANISMO PIONEIRO"

Os arquivos esto agrupados por trimestre e compactados.

Revisões e testes das lições

Alfabeto Hebraico
Reviso - Atos dos Apstolos

Reviso - Sermo do Monte
Reviso - Profetas Menores

Reviso - Livros da Restaurao

"Todo o contedo aqui divulgado de responsabilidade do(s) respectivo(s) autor(es)"




Retornar -  pagina da Educao Crist
 

Untitled Document

 

 

Em construção

 
       

Pastor: Ney Silva Ladeia
Pastor Emérito: José Almeida Guimarães
Pastor In memoriam: José Munguba Sobrinho

Rua Fernandes Vieira, 769 - Parque Amorim - Recife/PE CEP 50050-200 | Fone/Fax: (81) 3092-6578
Email: falecom@capunga.org.br